Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Banco de Portugal estima redução do emprego entre 2011 e 2015

Tendência deverá desacelerar em 2014.
10 de Dezembro de 2013 às 13:11
Fachada do Banco de Portugal, em Lisboa
Fachada do Banco de Portugal, em Lisboa FOTO: Natália Ferraz / Correio da Manhã

O Banco de Portugal estima uma redução de 2,9% do emprego em 2013, uma tendência que deverá desacelerar em 2014, e calcula uma redução acumulada do emprego de 8% desde 2011 até 2015.

De acordo com o Boletim Económico de Inverno, divulgado esta terça-feira, o banco central refere que a destruição do emprego tem vindo a diminuir, passando dos -4,2% em 2012 para os -2,9% em 2013, e antecipa que o emprego apresente um crescimento de 0,5% tanto em 2014 como em 2015.

"Estas projeções implicam uma queda acumulada do emprego de cerca de 8% no período 2011-2015, com uma redução significativa do emprego público, mas também extensiva ao setor privado, em particular tendo em conta a redução já observada do emprego na indústria e na construção", lê-se no boletim.

O banco central refere que a redução do emprego observada desde 2011 reflete "alguma dificuldade na reafetação setorial dos trabalhadores desempregados" e destaca a "elevada redução do emprego em setores intensivos em trabalho e associados a níveis de qualificação mais baixos da mão-de-obra, como a construção".

Além disso, a instituição liderada por Carlos Costa nota que o aumento do desemprego de longa duração tem ocorrido em simultâneo com um aumento do número de desencorajados e com uma redução da população ativa, sendo que a "queda muito expressiva da população ativa" resulta do aumento dos fluxos migratórios.

Boletim Económico de Inverno Banco de Portugal emprego projeções queda redução
Ver comentários