Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Barril de petróleo volta a subir

Os receios de agravamento do conflito na Líbia continuam a puxar para cima os preços do petróleo. Expectativa de aumento da procura é outro factor de agravamento
4 de Março de 2011 às 09:08
Crise na Líbia faz aumentar preços
Crise na Líbia faz aumentar preços
Em Nova Iorque, o West Texas Intermediate (WTI) segue a valorizar 0,34% para os 102,26 dólares, enquanto em Londres, o barril Brent, que serve de referência às importações portuguesas, valoriza 0,56% para os 115,43 dólares, cita o Jornal de Negócios.

O anúncio feito ontem de que o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, se ofereceu para mediar os conflitos na Líbia ainda permitiu um alívio nos preços do petróleo, mas a oposição líbia rejeitou esta proposta.

De acordo com a Agência Internacional de Energia (AIE), os conflitos cortaram a produção de crude neste país em cerca de um milhão de barris por dia.

Também os sinais de que a economia norte-americana está a recuperar estão a pesar na valorização do petróleo, com os investidores a anteciparem um aumento na procura deste país que é o maior consumidor do mundo.

Ontem, foi anunciado pelo Departamento do Trabalho que os pedidos de subsídio de desemprego desceram para o nível mais baixo desde Maio de 2008. Por outro lado, o Departamento de Energia revelou que os inventários de crude desceram pela primeira em sete semanas, o que contribuiu para o optimismo em torno da recuperação da procura.

O “ouro negro” prepara-se, assim, para concluir pela terceira vez consecutiva a semana em alta. Em Nova Iorque, esta é a mais longa série de ganhos desde Outubro. O crude soma 4,5%, enquanto o Brent aprecia 2,9%.


 
Petróleo Brent Líbia
Ver comentários