Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Bataglia não foi inquirido

Hélder Bataglia, líder da Escom, a antiga empresa do grupo BES que em 2011 foi vendida à Sonangol, não foi inquirido ou constituído arguido no caso ‘Monte Branco’, sabe o CM.

13 de Julho de 2012 às 01:00
Hélder Bataglia, da Escom, antiga empresa do grupo BES
Hélder Bataglia, da Escom, antiga empresa do grupo BES

Apesar de as ligações da rede de branqueamento de capitais de Michel Canals à Escom – que João Rendeiro denunciou ter sido sócia no capital da Akoya – estarem a ser analisadas pela investigação, nenhum avanço específico foi feito em relação a Bataglia. Certo é que, sabe o CM, quando Michel Canals, ainda gestor do UBS, reuniu na Escom para angariar novos clientes para o banco suíço, Bataglia foi o seu interlocutor.

Ontem, o líder da Escom afirmou, em reacção à notícia do ‘JN’ que o envolvia no caso, não ter sido "notificado de qualquer investigação ou procedimento judicial em curso". Antes, à ‘Visão’, disse ter tido conversações com Canals quando este o desafiou a fazer "uma boa aplicação financeira no exterior através da Akoya".

Ligaçõe rede lavagem dinheiro suíço Michel Canals investigação Bataglia inquirido
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)