Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

BCP perde 361 milhões de euros

O valor de mercado do BCP fixou-se em 12,747 mil milhões de euros ontem, menos 361 milhões de euros do que no dia da assembleia geral de accionistas.
Os títulos do maior banco privado português caíram 2,75 por cento, para 3,53 euros, e transaccionaram-se mais de 14 milhões.
29 de Agosto de 2007 às 00:00
Paulo Teixeira Pinto mantém o plano de crescimento orgânico
Paulo Teixeira Pinto mantém o plano de crescimento orgânico FOTO: Lusa
João Queiroz, analista da LJ Carregosa – Sociedade Financeira de Corretagem, declarou ao Correio da Manhã que “a indefinição” resultante da assembleia geral de anteontem “não ajuda a criar procura pelo título.” Afinal, o modelo de gestão “continua igual até Março de 2008”, em que serão eleitos os novos órgãos sociais do BCP. Mas lembrou que para a quebra de ontem também contribuiu a crise do crédito hipotecário de alto risco nos EUA. A Merrill Lynch baixou a recomendação sobre vários bancos de investimento, o que fez os índices norte-americanos abrirem em baixa. Outra má notícia foi a descida superior a três por cento do valor das casas norte-americanas no segundo trimestre deste ano.
João Queiroz acrescentou que o BCP mantém o “plano de crescimento orgânico e a estratégia de curto prazo”, como a abertura de um banco na Roménia em breve. Paulo Teixeira Pinto pretende também expandir-se para o mercado angolano.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)