Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

BES: Assessoria custa 3 milhões

Os dois ajustes diretos têm um prazo de três anos.
Cristina Rita 23 de Fevereiro de 2015 às 23:15
Instituição comunicou balanço à Comissão do Mercado de Valores Imobiliários
Instituição comunicou balanço à Comissão do Mercado de Valores Imobiliários FOTO: André Kosters/Lusa

O Banco de Portugal fez um ajuste direto com a sociedade de advogados Vieira de Almeida & Associados e com o escritório inglês Allen & Overy,  no valor total de três milhões de euros, para assessorar o supervisor na venda do Novo Banco, após a resolução que dividiu o BES.

Os dois ajustes diretos – um  23 de dezembro de 2014  e outro de 5 de janeiro de 2015–, só agora  foram publicados na página oficial da contratação pública. Ambos têm um prazo de três anos.

Banco de Portugal Vieira de Almeida Allen & Overy Novo Banco bes assessoria jurídica
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)