Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Bolsa de Lisboa em alta

A bolsa de Lisboa seguia esta quinta-feira em alta, com o principal índice, o PSI 20, a subir 1,9 por cento, puxado sobretudo pelos títulos da banca, que valorizavam mais de 4 por cento.
27 de Outubro de 2011 às 09:12
Acções na bolsa de Lisboa sobem esta quinta-feira animadas por decisões da Cimeira Europeia
Acções na bolsa de Lisboa sobem esta quinta-feira animadas por decisões da Cimeira Europeia FOTO: D.R.

Lisboa acompanha assim as praças europeias neste arranque das negociações, com os investidores animados com o acordo alcançado esta madrugada em Bruxelas para reduzir a dívida grega para metade e aumentar a capacidade do Fundo Europeu de Estabilização Financeira.
Pelas 8h12, dos 20 títulos que compõem o índice, 19 seguiam em sentido positivo e apenas um (a REN) inalterado.
A liderar os ganhos seguiam as acções dos bancos, com o Banif a subir 6,43 por cento para 0,33 euros, seguido do BES a valorizar 5,38 por cento para 1,53 euros.
O BCP seguia, por sua vez, em alta de 4,46 por cento para 0,16 euros e o BPI valorizava 4,14 por cento para 0,55 por cento.
Entre os pesos pesados, destaque para a Galp que seguia a ganhar 1,75 por cento para 14,86 euros, seguido da EDP e da PT, que registavam subidas de 1,26 e 1,22 por cento para 2,41 e 5,21 euros.
Os bancos portugueses precisam de se capitalizar em 7.804 milhões de euros para atingir o novo rácio de capital de 9 por cento, segundo cálculos da European Banking Authority (EBA) divulgados na quarta-feira à noite.
Os dados, divulgados num comunicado, referem que os bancos portugueses precisam de reforçar capitais próprios em 4.432 milhões de euros para fazer frente à depreciação da dívida soberana.
O Banco de Portugal refere também em comunicado que as estimativas preliminares "com base nas exposições de Junho valorizadas a preços de Setembro apontam a necessidades de reforço do capital de 4,4 mil milhões de euros resultantes da avaliação a preços de mercado das exposições à dívida soberana".
"A este montante acrescem 3,4 mil milhões de euros para atingir o objectivo fixado pela EBA de um rácio de 9 por cento", explica.
"Este último valor corresponde globalmente ao montante que resulta das medidas de capitalização já previstas nos planos de financiamento e de capital para 2011 e 2012 apresentados ao Banco de Portugal, em conformidade com os compromissos assumidos no âmbito do Programa de Assistência Financeira", sublinha.

Bolsa de Valores EDP PT
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)