Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Bolsa fecha de rastos sem saldos positivos

Os receios de que a economia chinesa possa sofrer um revés nas exportações do segundo semestre não ajudaram. Os medos de que a banca continue a ter dificuldades em financiar-se também não. A bolsa em Lisboa encerrou esta terça-feira em forte derrapagem, com um recuo de 2,67%, para os 7.021,53 pontos. E sem quaisquer saldos positivos.
29 de Junho de 2010 às 17:10
Bolsa nacional em terreno negativo
Bolsa nacional em terreno negativo FOTO: D.R.

O título que mais tombou foi a EDP Renováveis, que caiu 4,60% para os 4,75 euros. A casa-mãe EDP fechou, por outro lado, nos 2,43 euros, a reflectir uma baixa de 2,02%.

A banca também esteve em dia não: o BCP tombou 3,79% para os 61 cêntimos, o BES 3,87% para os 3,23 euros e o BPU 2,57% até aos 1,52 euros.

Outras quedas expressivas? A Brisa desvalorizou 4,45% para os 5,07 euros e a Semapa 4,18% para os 4,06 euros.

Na véspera da sua assembleia-geral, a Portugal Telecom encerrou nos 8,30 euros, menos 0,60% do que na véspera.

Ver comentários