Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

Bolsas europeias seguem no vermelho

Após falta de acordo entre produtores de petróleo.
18 de Abril de 2016 às 09:52
Bolsa de Lisboa
Bolsa de Lisboa FOTO: Pedro Catarino/Correio da Manhã
As principais bolsas europeias seguiam a negociar em queda, depois das negociações entre os principais países produtores de petróleo terem sido encerradas sem ter sido alcançado um acordo entre os participantes.

Cerca das 08h40 em Lisboa, o Eurostoxx 50, o índice que representa as principais empresas da zona euro, seguia a perder 1,03%, negociando nos 3.022,79 pontos.

As principais bolsas europeias seguiam a negociar entre as perdas de 0,65% de Frankfurt e as 1,25% de Madrid.

Lisboa seguia em linha com esta tendência com o seu principal índice, o PSI20, a recuar 1,65%, para 4.936,33 pontos.

As negociações entre os principais países produtores de petróleo foram encerradas no domingo em Doha, no Qatar, sem que tenha sido alcançado um acordo entre os participantes, revelou o ministro catari da Energia e da Indústria.

Segundo Mohammed bin Saleh al-Sada, depois de seis horas de trabalho, os países representados na reunião - membros e não membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) - consideraram que precisam de "mais tempo" para alcançar um compromisso.

O responsável adiantou que não ficou estipulada uma nova data para retomar o assunto, de acordo com a agência de notícias francesa AFP.

Os ministros que participam nestas negociações já tinham declarado anteriormente o seu apoio a um projeto que prevê um congelamento até outubro da produção de petróleo nos níveis de janeiro, para estabilizar o mercado e sustentar os preços, que têm descido significativamente em virtude do excesso de oferta.

Mas as divergências entre o Irão e a Arábia Saudita, os dois grandes rivais do Médio Oriente, começaram a ser notórias ainda antes da reunião de Doha.

Numa entrevista publicada no sábado pela agência Bloomberg, o vice-príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed ben Salmane, tinha afirmado que o reino não aceita congelar a sua produção de petróleo a menos que o Irão também o faça.

O preço do barril de petróleo Brent, para entrega em junho, abriu esta segunda-feira em baixa no mercado de futuros de Londres, a valer 41,45 dólares, menos 3,8% do que no fecho da sessão anterior.
Organização dos Países Exportadores de Petróleo bolsa mercado e câmbios
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)