Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

BOMBARDIER COM SOLUÇÃO

O Governo prometeu ontem resolver o problema de 50 trabalhadores da Bombardier que não assinaram a rescisão do contrato de trabalho. Assim afirmou António Tremoço, do Sindicato dos Metalúrgicos, após uma reunião no Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações.
4 de Dezembro de 2004 às 00:00
O sindicalista disse que, a curto prazo, reúnem-se representantes do Governo, EMEF, CP e Câmara da Amadora para assinar um protocolo de resolução do problema dos referidos trabalhadores. Ou seja: activação de uma nova unidade de material ferroviário na Amadora.
Recorde-se que, em Julho último, o Governo comprometeu-se a dinamizar e modernizar o pólo industrial sediado na Amadora, no qual seriam integrados os 50 trabalhadores abrangidos pelo processo de despedimento colectivo. Trabalhadores esses que se recusaram a assinar a rescisão do contrato de trabalho por mútuo acordo. À rescisão amigável aderiram mais de 200 trabalhadores da ex-Sorefame.
Na reunião de ontem, participaram um representante do organismo governamental tutelado por António Mexia, o presidente da Câmara da Amadora e representantes dos trabalhadores.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)