Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

BPI COM NOVO MÁXIMO

As acções do BPI atingiram ontem um novo máximo anual: 2,81 euros, com uma subida de 1,08 por cento.
19 de Dezembro de 2003 às 00:00
Segundo os especialistas da Espírito Santo Research, os investidores continuam a acreditar que o BPI seja comprado. Os papéis da instituição bancária presidida por Artur Santos Silva chegaram a 2,82 euros, máximo desde Junho de 2001, e contribuíram para a ligeira valorização do PSI 20.
O principal índice da praça financeira portuguesa terminou a sessão nos 6643 pontos, mais 0,19 por cento. As bolsas europeias mais importantes tiveram ganhos maiores. O espanhol Ibex 35 subiu 1,06 por cento, parecendo com força para chegar aos 7600 pontos. Seguiu-se o britânico Footsie 100, que progrediu 0,99 por cento. O francês Cac 40 e o alemão Dax ganharam 0,67 e 0,61 por cento respectivamente.
No PSI 20, a Teixeira Duarte foi o papel com a valorização mais elevada: 6,25 por cento, para 85 cêntimos. Seguiu-se a Pararede, que foi para 28 cêntimos, mais 3,7 por cento. No terceiro lugar das subidas, a Jerónimo Martins: 2,07 por cento, para 10,83 euros.
Dos pesos-pesados, só a EDP fechou em terreno positivo. A eléctrica foi para 2,05 euros, mais 0,47 por cento. O BCP perdeu 0,57 por cento, para 1,75 euros. Um pouco menos caiu a PT, que se cotou a 7,65 euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)