Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Bruxelas mais otimista no crescimento da economia portuguesa do que Mário Centeno

Comissão Europeia avança com uma previsão de crescimento da economia de 2%.
João Maltez 8 de Novembro de 2019 às 09:12
Mário Centeno tem razões para sorrir com as previsões da Comissão Europeia
Mário Centeno
Ministro do Estado e das Finanças, Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno, ministro das Finanças
Mário Centeno tem razões para sorrir com as previsões da Comissão Europeia
Mário Centeno
Ministro do Estado e das Finanças, Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno, ministro das Finanças
Mário Centeno tem razões para sorrir com as previsões da Comissão Europeia
Mário Centeno
Ministro do Estado e das Finanças, Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno, ministro das Finanças

São previsões e a diferença é de apenas uma décima, mas mostram que Bruxelas está mais otimista sobre o crescimento da economia portuguesa do que o próprio ministro das Finanças. No final do ano, Mário Centeno espera que o Produto Interno Bruto (PIB) tenha crescido 1,9%, enquanto a Comissão Europeia avançou ontem que a riqueza anual criada no País deverá aumentar 2%.

Nas chamadas Previsões de Outono, Bruxelas antecipa também que a taxa de desemprego deverá fixar-se nos 6,3% este ano e nos 5,9% em 2020. Afinal, as mesmas estimativas que o Governo inscreveu no Projeto de Plano Orçamental que foi apresentado em outubro.

A Comissão Europeia espera ainda que se chegue ao final de 2019 com um défice das contas públicas de 0,1%, também em linha com a estimativa mais recente do Ministério das Finanças. Se não fosse a recapitalização de 1,1 mil milhões de euros do Novo Banco, o País terminava o ano com um superávite.

O comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, admitiu ontem que, nos últimos anos, as previsões económicas da Comissão Europeia para Portugal pecaram por ser "um pouco pessimistas", ao contrário do que sucedeu desta vez.

PORMENORES
Zona Euro cresce 1,1%
Bruxelas prevê que o crescimento da economia da Zona Euro seja de 1,1% do Produto Interno Bruto em 2019, menos 0,9 pontos face à previsão para o nosso país.

Previsão baixa em Espanha
Ao contrário de Portugal, a Comissão Europeia reviu em baixa a sua previsão de crescimento da economia espanhola para 1,9% em 2019 e 1,5% em 2020.

Alemanha aumenta pouco
Para a economia alemã, a maior da Zona Euro, foi previsto um crescimento anémico na ordem dos 0,4% em 2019.

Bruxelas Mário Centeno Comissão Europeia Produto Interno Bruto PIB Zona Euro País Portugal economia (geral)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)