Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Câmaras vigiam trânsito

A Brisa tem em testes um sistema de câmaras de vídeo inteligentes que vão permitir, até ao final do ano, detectar automaticamente casos anómalos na sua rede de auto-estradas.
3 de Maio de 2006 às 00:00
O sistema pioneiro a nível europeu insere-se num conjunto de projectos de inovação apresentados ontem, em Lisboa, por João Bento, administrador da Brisa.
As câmaras inteligentes não precisam do olho humano para detectar situações de, por exemplo, carros em contramão, veículos parados na berma ou veículos em marcha lenta.
Em caso de anomalia, o sistema electrónico alerta o operador do Centro de Coordenação Operacional da Brisa que, por sua vez, avalia a situação e acciona os mecanismos necessários, nomeadamente contactar a GNR ou avisar os condutores através dos painéis informativos.
O sistema ‘Avisar’, que contempla 519 câmaras de videovigilância, vai permitir ainda fornecer indicadores sobre o número de veículos, velocidade média e taxa de ocupação das vias.
Neste momento, encontra-se “em testes”, adiantou ao Correio da Manhã fonte da Brisa, prevendo a empresa que entre em funcionamento até ao final deste ano.
Trata-se de um sistema complexo (de câmaras e da sua ligação) que tem de estar interligado ao centro de controlo da Brisa, junto às portagens de Carcavelos.
O projecto é o resultado de uma parceria com a Universidade de Coimbra.
INVESTIMENTO DE 5,3 MILHÕES NA INOVAÇÃO
A Brisa apresentou ontem, no Salão Internacional do Automóvel a decorrer na FIL, 15 projectos de inovação tecnológica, cobrindo áreas como o ‘Ambiente e Segurança’, ‘Telemática Rodoviária’ e ‘Cobrança Electrónica’. É assim que se encontram estudos que medem a emissão de gases dos automóveis parados nas filas nas portagens, o fornecimento de energia solar às cabinas e a identificação fotográfica de matrículas. Para além do ‘Avisar’ (ver texto à esquerda), destaca-se ainda o projecto ‘Wimo’, que visa utilizar o telemóvel para pagamento de serviços, nomeadamente de parquímetros, e o ‘OBUi’, que está a desenvolver uma nova geração de identificadores de veículos. Os projectos foram apresentados no Salão Internacional do Automóvel, na FIL, por João Bento, administrador da Brisa. Estes projectos são o reflexo do investimento feito na inovação que, em 2005, atingiu os 5,35 milhões de euros, praticamente duplicando o valor em 2004 (2,74 milhões de euros). Trata-se de um modelo de inovação que assenta num sistema de parcerias, envolvendo desde instituições do ensino superior, investigação científica, agências e institutos públicos e as principais concessionárias com portagem do País.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)