Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Capital do móvel

O sector do mobiliário, que tem capital em Paços de Ferreira, aposta na qualidade, visando crescer no mercado externo.
27 de Agosto de 2006 às 00:00
A feira de móveis decorre até ao dia 3 de Setembro
A feira de móveis decorre até ao dia 3 de Setembro FOTO: José Rebelo
Amadeu Silva, da empresa Jota Barbosa, afirma que “a indústria dos móveis tem as suas fases, de altos e baixos, com encomendas subindo e, de repente descendo, sem qualquer justificação aparente, em Portugal”.
“O que os empresários estão já a fazer é inovar e reduzior os custos de produção para se triunfar no mercado externo, mostrando o produto fora do País, porque é por aí que podemos crescer, como em Espanha e França, países que têm maior concorrência.”
Segundo o responsável, os apoios no nosso país “são muito inferiores a Espanha, que é bastante agressiva e nem sempre da melhor forma, com preços mais baixos, mas fugindo-se à qualidade dos produtos. Daí que em Portugal tenhamos de fazer a diferença na qualidade e na originalidade”.
MINISTRO PEDE MAIS INOVAÇÃO
O ministro das Finanças apelou aos empresários do sector dos móveis que “inovem e melhorem cada vez mais”, a fim de apostarem sobretudo no mercado externo.
Teixeira dos Santos, que presidiu à inauguração da 27.ª Feira Capital do Móvel, em Paços de Ferreira, foi claro ao apontar para a necessidade de os empresários estarem atentos aos mercados concorrentes, em especial de Espanha e França, “primando por inovar e melhorar cada vez mais a qualidade dos produtos que temos”.
NOTAS
MUITOS ESPANHÓIS
Mobiliário, iluminação e decoração estão desde ontem à disposição dos profisisonais e público, através de 350 marcas. Com o maior número dos seus visitantes oriundo da região do Porto, este certame regista a seguir um elevado número de vizinhos espanhóis, e depois Lisboa e Braga.
ATÉ DIA 3
A 27.ª edição da Capital do Móvel decorrerá até dia 3 de Setembro. Ao todo, 110 stands mostram o que de mais moderno existe num sector tradicional como é o do mobiliário. Com três pavilhões, ao longo de 15 mil metros quadrados, os visitantes poderão entrar das 10h00 às 22h00 à semana e ao sábado e até às 20h00 ao domingo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)