Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Cardeal patriarca: Corte no subsídio de Natal é "medida equilibrada"

O cardeal patriarca de Lisboa, José Policarpo, considerou esta quarta-feira que o corte anunciado pelo Governo no subsídio de Natal é "uma medida equilibrada" porque não atinge os portugueses com menores rendimentos nem discrimina ninguém.
6 de Julho de 2011 às 20:37
Os portugueses "não podem pensar só no seu bem e na sua comodidade", diz o cardeal patriarca
Os portugueses 'não podem pensar só no seu bem e na sua comodidade', diz o cardeal patriarca FOTO: Vasco Neves

"Esta proposta tem o cuidado de não atingir as pessoas com rendimento mínimo. Quem recebia muito paga muito e quem recebia pouco paga pouco, não há discriminações", argumentou.  

José Policarpo, que falava à agência Lusa à margem da cerimónia de inauguração do novo espaço da Comunidade Vida e Paz, em Chelas, defendeu que os portugueses devem apoiar o novo Governo para que seja possível "recuperar" o País.  

"Todos nós devemos estar preparados para as medidas equilibradas que nos forem apresentadas para recuperar Portugal. Temos de colaborar com o Governo para que seja possível cumprir os nossos compromissos externos e possamos pôr Portugal a funcionar com esperança, vitalidade e genica", sublinhou. 

O cardeal patriarca de Lisboa referiu ainda que Portugal está numa situação difícil e que os portugueses "não podem pensar só no seu bem e na sua comodidade", mas "devem olhar para a Nação como um todo".  

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, anunciou na semana passada que o executivo vai adoptar, apenas este ano, um imposto extraordinário em sede de IRS equivalente a 50 por cento do subsídio de Natal, no excedente do salário mínimo nacional.  

josé policarpo cardeal patriarca governo cortes subsídio de natal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)