Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

Cartão escolar vale cem milhões

Rui Cássio, director-geral da Inforvista, falou ao 'CM' sobre o cartão electrónico que substitui o dinheiro nas escolas.
15 de Outubro de 2006 às 00:00
Cartão escolar vale cem milhões
Cartão escolar vale cem milhões
- Correio a Manhã – Quatro anos depois de a Inforvista criar o cartão electrónico que substitui o dinheiro nas escolas, qual o balanço?
Rui Cássio – Tem ultrapassado as nossas expectativas, visto que em cada ano tem sido maior a adesão das escolas. O nosso sistema de automação em estabelecimentos de ensino é considerado um dos melhores e mais completo existente no mercado.
- Em quantas escolas é utilizado o cartão electrónico concebido pela Inforvista?
– Os nossos cartões são utilizados por cerca de 150 escolas de todo o País. Isto pressupõe uma movimentação eficaz de milhões de euros por ano, que circulam com a máxima segurança.
– Quais as vantagens do cartão?
– Este cartão tem trazido muitas vantagens, tanto a nível pessoal como colectivo, uma vez que permite todo o tipo de transacção que envolva dinheiro nas escolas, e, assim, evitam-se roubos, pressão e, em termos gerais, violência.
– Qual o volume de negócios estimado para este ano gerado pelo cartão?
– Aumento de cerca de 30 por cento. Para o próximo ano, estimamos que totalize cem milhões de euros o dinheiro a movimentar nos estabelecimentos de ensino portugueses.
– A Inforvista tenciona exportar este meio de pagamento?
– Uma das nossas próximas ambições será a internacionalização deste sistema no sentido de ir mais longe e consolidar a nossa boa imagem no mercado.
– A empresa está a criar outro produto de ‘software’ inovador?
– Temos vários projectos em desenvolvimento, mas ainda não é o momento para os publicitar.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)