Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Casa Pronta chega este ano a todo o País (COM VÍDEO)

Os balcões Casa Pronta, onde é possível tratar de todas as formalidades relacionadas com bens imobiliários, vão estar disponíveis em todos os concelhos do país durante este ano, disse à Lusa o presidente do Instituto dos Registos e do Notariado.

20 de Fevereiro de 2010 às 11:40
Banca pressiona descidas nas casas
Banca pressiona descidas nas casas FOTO: Jorge Paula

Segundo António Figueiredo, os 333 balcões que já existem "cobrem praticamente todo o País", mas falta chegar a alguns concelhos: Albufeira, Sines, Caldas  da Rainha, Peniche, Santa Comba Dão, Montijo, Arcos de Valdevez, Mealhada, Castelo Branco, Alcochete e Salvaterra de Magos.         

O responsável do Instituto dos Registos e do Notariado (IRN) sublinhou, no entanto, que "os balcões não têm competência territorial, ou seja, as transacções dos bens imóveis podem ser feitas em qualquer balcão independentemente do local onde se encontram.         

O primeiro balcão começou a funcionar em Julho de 2007. Desde essa altura, passaram pelas mãos dos funcionários da Casa Pronta mais de 95 mil processos, cujos valores são "substancialmente reduzidos" em comparação com os métodos  tradicionais.         

"Um processo simples de compra e venda custa 300 euros num balcão Casa Pronta, mas se for feito noutro local pode custar 600. Se for uma compra e venda associada a uma hipoteca falamos em 600 euros na Casa Pronta, comparativamente aos 900 ou 1000 euros que custaria no método tradicional", exemplificou António Figueiredo. 

Além de implicar menos despesas, a Casa Pronta tem outras vantagens: "Há uma redução indirecta dos custos na medida em que, sendo o processo feito num único momento e num único balcão, reduz-se o tempo que as empresas e  os cidadãos dmoram nas diversas deslocações e nos tempos de espera".         

Num único local, é possível fazer um contrato de compra e venda, pagar os impostos fazer os registos.          

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)