Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

Chegaram 30 mil portugueses ao Reino Unido no ano passado

Emigração para terras de sua majestade aumentou 50%.
27 de Fevereiro de 2014 às 15:37
emigração, Reino Unido, trabalho, segurança social
emigração, Reino Unido, trabalho, segurança social FOTO: João Cortesão / Correio da Manhã

São cidadãos nacionais que procuram melhor qualidade de vida, do que aquela que levavam no nosso país. A maioria vai para trabalhar. E foram mais de 30 mil os portugueses que procuraram em terras britânicas mais oportunidades. O número é bastante alto, ultrapassando mesmo os valores registados em 2012. É um aumento de quase 50%, segundo números oficiais sobre as inscrições na Segurança Social.

A inscrição na Segurança Social daquele país é obrigatória. Tanto para a própria sustentabilidade da estrutura, como também para o estudo dos padrões migratórios a longo prazo. Em 2012 tinham-se inscrito cerca de 21 mil portugueses. E o ano passado foram mais 10 mil cidadãos nacionais. Um aumento de 47%.

Apesar de ser um número elevado, muitos dos que emigraram para terras de sua majestade apenas realizaram trabalhos sazonais e temporários. Mesmo assim, estes valores colocam Portugal entre os cinco países com maior número de inscrições na Segurança Social, atrás apenas da Polónia (111 mil), Espanha - com 51 mil inscritos - Itália, contabilizando 44 mil inscritos e ainda a índia, com 30,62 mil inscritos.

Emigraram para o Reino Unido, no total, cerca de 532 mil pessoas. Destes, metade são europeus. O valor mais alto desde a década de 60 do século XX. Esta escalada migratória já levou David Cameron a pedir uma restrição à entrada em Inglaterra de cidadãos que se possam aproveitar dos subsídios oferecidos pelo Estado Social Britânico.

emigração Reino Unido trabalho segurança social
Ver comentários