Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

CHEQUES CARECAS SÃO TRÊS MIL POR DIA

Nos terceiro trimestre de 2003 os portugueses passaram 280 108 cheques sem provisão, o que equivale a uma média de 3 112 cheques “carecas” por dia. Estamos a falar de um montante de 601 275,33 mil euros (120, 5 milhões de contos). Os “calotes” somam mais de 1,3 milhões de contos por dia.
29 de Outubro de 2003 às 00:00
Segundo dados ontem revelados pelo Banco de Portugal, o volume de cheques sem provisão cresceu cerca de 2,4 por cento face ao período homólogo de 2002, embora se tenha registado uma quebra de cinco por cento em valor (632 936,17 mil euros em 2002, o que equivale a 126,9 milhões de contos). O valor médio por cheque ronda os 2146 euros (cerca de 430 contos). Neste valor estão incluídos os chamados cheques que titulam operações de grande montante que, a partir de 1 de Fevereiro de 2002, foi alterado de 500 mil para 100 mil euros.
Estes dados surgem no dia em que a autoridade monetária anunciou a entrada em funcionamento do novo sistema de troca de imagens electrónicas de cheques entre instituições financeiras. Trata-se de um sistema inovador a nível mundial, que vai permitir aos bancos acelerarem o processo de compensação daqueles meios de pagamento. Com efeito, deixa de ser necessária a troca física de cheques entre bancos, passando a existir uma mera troca de imagens. Com este sistema, será possível, a médio prazo, os clientes visualizarem nas respectivas agências bancárias, os cheques que passaram.
Para os bancos isto significa uma poupança considerável de recursos, aguardando-se que a instituições financeiras façam repercutir estas poupanças nos custo final dos cheques aos seus clientes. Uma carteira de cheques chega a custar mais de dez euros. “A médio a prazo, os clientes finais poderão beneficiar de uma maior celeridade no tratamento do cheque, embora os seus prazos de pagamento se mantenham os mesmos”, adiantou ao CM uma fonte do Banco de Portugal. O novo sistema foi desenvolvido pela Sociedade Interbancária de Serviços (SIBS), pelos bancos e pela autoridade monetária.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)