Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Chumbo sem reacção

A nova Administração do resort de luxo algarvio Vale do Lobo recusou comentar o parecer negativo emitido pelo ministro do Ambiente ao projecto de construção de uma ilha artificial em frente ao empreendimento.
15 de Fevereiro de 2007 às 00:00
O investimento estava avaliado em 1,5 mil milhões de euros e incluía 700 a 1000 apartamentos e moradias, um campo de golfe e um hotel subaquático numa ilha a ser criada a 500 metros da praia.
O projecto foi anunciado em Novembro do ano passado, por Sander Van Gelder, o homem que criou Vale do Lobo há 30 anos e o vendeu em 2006, mantendo funções não executivas na Administração.
Um dos novos administradores disse ao CM, em Janeiro, que a Ilha Nautilus era para avançar.
O ministro Nunes Correia teve opinião contrária, considerando que o projecto iria agravar os problemas de erosão costeira a nascente e poente do areal em frente à ilha.
O presidente da Câmara de Faro tinha feito esse alerta no mês passado. Curiosamente, o projecto tinha sido anunciado como útil para travar a erosão.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)