Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

CMVM exige esclarecimentos à Camargo Corrêa

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) notificou este sábado o grupo brasileiro Carmargo Corrêa do início de procedimento administrativo "com vista a que esta conforme a sua proposta" de fusão com a Cimpor.
16 de Janeiro de 2010 às 14:51
CMVM suspende acções da Cimpor
CMVM suspende acções da Cimpor FOTO: d.r.

'A CMVM informa ter hoje [sábado] notificado a Camargo Corrêa, SA do início de  procedimento administrativo com vista a que esta conforme a sua proposta  de fusão com a Cimpor - Cimentos de Portugal, SGPS, SA ao regime das ofertas  concorrentes previsto no artigo 185ª do Código dos Valores Mobiliários, ou a retire, e se abstenha de a publicitar ou divulgar e de praticar quaisquer  actos com ela relacionados, para além da comunicação referente a essa retirada”, refere o comunicado da comissão.

De acordo com a CMVM, o grupo brasileiro tem agora um prazo de 10 dias úteis 'para se pronunciar ao abrigo do direito de audiência  prévia previsto no Código do Procedimento Administrativo'.  

A Cimpor comunicou ao mercado a proposta de fusão da Camargo Corrêa no dia 13 de Janeiro.

O grupo brasileiro propôs a fusão de activos à cimenteira  portuguesa e a aquisição de uma participação 'inferior a 50 por cento do  capital social e dos votos' da Cimpor após a fusão e a distribuição de um dividendo extraordinário no valor global de até 350 milhões de euros aos  accionistas da cimenteira portuguesa.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)