Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Comboios param ao final do dia

Os efeitos da greve dos maquinistas da CP, marcada para amanhã, sábado e domingo, deverão começar a ser sentidos já hoje, com a redução do número de comboios às últimas horas do dia. Nos serviços suburbanos, já não haverá comboios na maioria das linhas após as 23h00.

22 de Dezembro de 2011 às 01:00
Perturbações fazem-se sentir antes e depois do período de greve
Perturbações fazem-se sentir antes e depois do período de greve FOTO: Manuel de Almeida/Lusa

A CP admite "fortes perturbações" na circulação de comboios nos dias 23, 24 e 25 de Dezembro mas alerta para o facto de os efeitos se fazerem sentir antes e depois daquele período, ou seja, a 22 e a 26 de Dezembro.

Entretanto, foram já marcados os serviços mínimos que irão assegurar menos cerca de 20 por cento dos serviços diários, quer nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, quer nas ligações regionais.

No entanto, os serviços mais afectados pela greve – e os mais procurados nesta altura do ano – são os de longo curso. Para amanhã, estão previstos apenas quatro Intercidades ( entre Lisboa e Porto e Lisboa e Faro) e para os dias 24 e 25 estão previstas ligações apenas entre Lisboa e o Porto (três em cada sentido).

Os efeitos da paralisação prolongam-se pelo dia 26. Dia 1 de Janeiro, os maquinistas voltam a parar.

TRANSPORTES COMBOIO GREVE
Ver comentários