Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Constâncio espera "efeitos positivos" a curto prazo

Vítor Constâncio, governador do Banco de Portugal, afirmou esta sexta-feira que espera que os "efeitos positivos" das decisões tomadas, ontem, pelo G20 se façam sentir nos "próximos meses".
3 de Abril de 2009 às 15:32
Vítor Constâncio
Vítor Constâncio FOTO: D.R.

'Acho [que o G20] introduziu pontos de optimismo na situação económica  mundial e esperemos que isso tenha efeitos positivos nos próximos meses',  disse Vítor Constâncio à margem de uma reunião dos ministros  das Finanças e dos governadores dos bancos centrais dos países da União  Europeia, a decorrer em Praga, na República Checa.

Recorde-se que os líderes das principais economias mundiais chegaram a acordo para  exercer um maior controlo sobre os fundos de investimento de alto risco,  rejeitar medidas proteccionistas e aumentar o fundo de reserva para empréstimos  às economias em dificuldades, entre outras decisões.  

Já sobre o BCE (Banco Central Europeu) ter baixado as taxas de juro de referência, Constâncio recordou que na próxima  reunião da autoridade monetária europeia haverá decisões sobre 'medidas  não convencionais' e que a instituição continuará a analisar a situação  e a reagir à evolução da economia e da inflação.  

RETOMA DO INVESTIMENTO ESTRANGEIRO SÓ APÓS A RECESSÃO

Vítor Constâncio avisou ainda que a retoma do investimento directo estrangeiro  (IDE) em Portugal só será uma realidade quando a actual recessão mundial  terminar.  

'Só quando a recessão terminar e houver uma recuperação económica visível  é que os fluxos de investimento voltarão com mais força', disse Vítor Constâncio.

Para o governador do Banco de Portugal, a actual situação de crescimento negativo do produto  interno bruto, 'que nos Estados Unidos se vive desde 2007, conduziu mundialmente  a uma quebra muito grande dos fluxos de investimento directo estrangeiro,  e Portugal não é diferente dos outros países'.  

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)