Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

CONSTRUÇÃO DECEPCIONADA COM NEGÓCIOS

A contenção orçamental aplicada está a comprometer as condições de desenvolvimento de Portugal, alertou ontem a Associação das Empresas de Construção e Obras Públicas (AECOPS).
4 de Julho de 2002 às 23:11
"A suspensão de investimentos previstos e a reanálise das estratégias a adoptar em aspectos decisivos do desenvolvimento do país podem reduzir as despesas, mas reduzem mais do que proporcionalmente as condições viáveis para esse desenvolvimento", afirma a AECOPS.

"Temos de aceitar estar em época de muita contenção e, por isso, ser necessário ratear com rigor os recursos disponíveis, mas não poderão perder-se de vista as condições que possam proporcionar a retoma da economia do País", alerta, acrescentando: "Cortem-se as despesas, mas não se comprometa o investimento".

A AECOPS assinala que o primeiro semestre de 2002 foi "decepcionante" para o sector da construção e obras públicas, com um abrandamento significativo da actividade. Aquela associação revela que o primeiro semestre ficou marcado por quebras na produção dos vários segmentos de actividade, sendo a mais expressiva a das obras públicas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)