Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Consumo das famílias faz crescer economia

PIB nacional subiu 0,3% no terceiro trimestre, fortemente assente no consumo privado.
Wilson Ledo 30 de Novembro de 2019 às 09:58
Dia de consumo por excelência, a chamada ‘Black Friday’ levou a uma corrida às lojas e fez disparar os movimentos através da rede Multibanco. Segundo a SIBS,  a meio da tarde de ontem, a cada segundo, foram realizadas 285 transações
Dia de consumo por excelência, a chamada ‘Black Friday’ levou a uma corrida às lojas e fez disparar os movimentos através da rede Multibanco. Segundo a SIBS, a meio da tarde de ontem, a cada segundo, foram realizadas 285 transações FOTO: Joshua Lott / Reuters
Foram as compras das famílias que permitiram que a economia portuguesa pudesse crescer entre julho e setembro deste ano. Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), o consumo privado aumentou 1,1% entre o segundo e o terceiro trimestre. Este ritmo de crescimento é praticamente o dobro do registado três meses antes: 0,6%.

Sem o desempenho do consumo privado não teria sido possível atingir um PIB positivo no terceiro trimestre: o indicador cresceu 0,3%. O valor é precisamente metade do ritmo de crescimento registado entre abril e junho (0,6%).

A contribuir para o resultado mais recente esteve a procura interna, com um contributo de 0,9 pontos percentuais. Sem ela, sustentada no consumo das famílias, o crescimento em cadeia do PIB teria sido nulo, já que compensa o peso negativo de 0,6 pontos percentuais da procura externa líquida.

O consumo das famílias permite também equilibrar as contas perante um outro indicador, o investimento, que está a abrandar: a taxa de variação em cadeia foi de 1%, quando no trimestre anterior se encontrava nos 1,2%.

PORMENORES
Bens duradouros
Com as famílias a comprar mais, essa variação é mais notória nos bens duradouros: o indicador cresceu 1,9%.

Emprego
De julho a setembro, diz o INE, o emprego, ajustado de sazonalidade aumentou 0,7% face a igual período de 2018.

Exportações
Em comparação com o trimestre anterior, as exportações totais diminuíram 0,8% em termos reais entre julho e setembro.
Instituto Nacional de Estatística INE PIB economia negócios e finanças economia (geral)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)