Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Conta foge a partilhas

Numa das muitas comunicações de bancos ao Ministério Público – que constam no processo BPN – existe uma nota enviada pelo Banif que dá conta que Oliveira e Costa era "titular de uma conta na qual tem um depósito a prazo no valor de oito mil euros e títulos no valor nominal de 531 405 euros (sem valor de mercado), os quais se encontram a garantir uma livrança de 500 mil euros.
25 de Janeiro de 2010 às 00:30
Oliveira e Costa ocultou uma conta de 500 mil euros que tinha no Banif
Oliveira e Costa ocultou uma conta de 500 mil euros que tinha no Banif FOTO: Duarte Roriz

A conta, que foi aberta a 28/09/1998, na mesma altura em que o ex-banqueiro entrou para o BPN, foi ocultada na escritura de partilha de bens com a mulher. Segundo o Banif, à data da comunicação "ainda estava activa". Entretanto, parte do dinheiro que a mulher de Oliveira e Costa, Maria Yolanda, tinha disponível – tanto no Santander Totta como na Caixa Geral de Depósitos (CGD) – tinha como origem transferências provenientes de contas do marido.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)