Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Contexto para as empresas prosperarem

Luís de Mendonça e Vasconcelos, consultor financeiro da Ok2deal – Sociedade Corretora, fala ao 'CM' sobre os índices bolsistas e o encarecimento do petróleo.
14 de Agosto de 2005 às 00:00
Contexto para as empresas prosperarem
Contexto para as empresas prosperarem
Correio da Manhã – Em pleno Verão, os índices bolsistas Dax, Cac e Ibex atingiram máximos dos últimos quatro anos. A que se devem essas subidas?
Luís de Mendonça e Vasconcelos – Recuperação da generalidade dos indicadores macroeconómicos a nível mundial e bons resultados das empresas europeias a nível microeconómico.
– Tendo em conta que o encarecimento do petróleo faz aumentar os custos, qual o segredo dos bons números das empresas?
– Resulta, essencialmente, de todo um processo de reestruturação económico-financeira que permitiu ganhos de eficiência, produtividade, redução do peso da dívida, ou seja, uma limpeza nas contas de toda a gordura acumulada durante a bolha especulativa do final dos anos 90. Associando a isto o bom enquadramento proporcionado pelos motores da economia mundial, EUA e China, teremos um contexto, não direi ideal, mas, pelo menos, benigno para as empresas prosperarem.
– Fala-se na hipótese de o petróleo chegar aos cem dólares. Tal máximo tem alguma base racional ou é mera especulação?
– Muitas reservas mundiais de petróleo não são exploradas por não serem economicamente viáveis. No entanto, com a recente subida do petróleo, essas reservas poderão passar a ser viáveis, o que conduzirá a maiores investimentos que irão contrapor-se a uma potencial pressão do lado da procura. A existência ou não dessa pressão estará intimamente ligada às políticas energéticas mundiais; se se observar um favorecimento cada vez maior das energias alternativas em detrimento do petróleo, ela não se concretizará. Isto forçará a uma descida dos preços. Portanto, uma ida aos cem dólares, ainda que possível, deverá ser especulativa. Não esquecer, no entanto, que o último plano energético americano continua a privilegiar o ouro negro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)