Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Contribuintes aderem ao pagamento do IRS em dívida em prestações com pedido pela net

Dívida até 5 mil euros não precisa de garantias.
Diana Ramos 10 de Agosto de 2020 às 08:04
Finanças
Finanças FOTO: João Cortesão
A dificuldade em agendar marcação para atendimento presencial numa repartição de Finanças não trava os contribuintes de aderirem ao pagamento do IRS em dívida através de um plano de prestações. O requerimento para a adesão a um plano de pagamentos pode ser feito online, através do Portal das Finanças.

Quem tem IRS a liquidar terá de o fazer até ao dia 31 de agosto, para evitar multas. Contudo, quem não conseguir liquidar o imposto em dívida de uma só vez pode fazê-lo em até 12 prestações. A adesão ao plano prestacional não obriga à apresentação de garantias bancárias nas dívidas até 5 mil euros, mas para ter acesso a esta via o contribuinte não pode ter outras dívidas tributárias, como IMI, por exemplo.

“O pedido de pagamento em prestações deve ser apresentado através do Portal das Finanças no prazo de até 15 dias após a data-limite de pagamento do imposto constante da nota de cobrança”, lê-se na informação disponibilizada no site da Autoridade Tributária.

O valor mínimo de cada prestação foi fixado nos 102 euros, o que significa que, para valores mais baixos de IRS a liquidar (entre 204 e 350 euros) o Fisco só permite o pagamento em duas prestações (ver acima).

IRS Portal das Finanças economia negócios e finanças política
Ver comentários