Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Contribuintes fogem ao IRS em 437,8 milhões de euros

Auditoria detetou rendimentos não declarados.
Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) 14 de Julho de 2020 às 08:20
IRS
IRS FOTO: Sérgio Lemos
Os 90 mil contribuintes que em 2015/2016 estavam no regime da contabilidade organizada de IRS (obrigatório para quem tem um volume de negócios acima dos 200 mil euros) conseguiram manipular as contas de modo a fugir aos impostos em 437,8 milhões de euros. A auditoria da Inspeção Geral de Finanças, esta segunda-feira revelada, detetou rendimentos não declarados, serviços cobrados com um valor abaixo do normal e custos fiscais que não existiam.

Neste regime encontram-se pequenos restaurantes, cafés, oficinas de reparação automóvel, entre muitos outros pequenos negócios. A IGF quer limitar o acesso a este regime fiscal, e para tal emitiu uma recomendação dirigida ao secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Mendonça Mendes. A ideia é fazer com que só os contribuintes que tenham um volume de negócios superior a 200 mil euros, um empregado ao serviço e ativos tangíveis fixos (imóveis, máquinas ou viaturas) dedicados à atividade é que integrem este regime fiscal. Os demais seriam remetidos para o regime simplificado, onde o IRS é cobrado com base no lucro presumido e não no lucro real .
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)