Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

CONTRIBUINTES OBRIGADOS A PEDIR CERTIDÕES DE IRS

Os contribuintes que queiram ter uma prova dos rendimentos declarados ao Fisco terão que pedir uma certidão que custa cerca de cinco euros. Esta situação deriva do facto de, os novos impressos de IRS não terem duplicados.
31 de Janeiro de 2003 às 00:00
Com efeito, apenas o modelo 3, onde o contribuinte assinala os seus dados pessoais, será dado em duplicado aos sujeitos passivos. Todos os demais anexos, onde são discriminados os montantes declarados e a sua origem, são vendidos sem o respectivo duplicado.

Trata-se de uma medida que vai penalizar todos os contribuintes que têm de fazer a prova anual dos rendimentos do agregado familiar, seja para terem acesso ao crédito bancário, para beneficiarem de taxas de juro bonificadas ou simplesmente para poderem inscrever os filhos em infantários públicos ou universidades.

Para impedir que os contribuintes possam fazer prova através de fotocópias ou anexos em duplicado, a Administração Fiscal deu ordens expressas proibindo as repartições de Finanças de carimbarem esses documentos.

Segundo fontes da Administração Fiscal contactadas pelo Correio da Manhã, “trata-se de uma medida que tem por objectivo fundamental combater a fraude fiscal, praticada por muitos contribuintes que faziam a entrega de uma primeira declaração, dentro do prazo, para depois entregar uma declaração de substituição (já fora dos prazos legais) onde faziam a correcção dos valores inicialmente declarados”.

Segundo a mesma fonte, “os contribuintes que queiram fazer prova dos rendimentos terão de esperar pela nota de liquidação, onde são discriminados os montantes declarados e o imposto a pagar”. O pior, é que essa nota costuma chegar, por carta registada, em Junho e Agosto, altura em que a grande maioria dos contribuintes estão de férias.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)