Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Crise alimentar não atinge Portugal

O secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, Fernando Serrasqueiro, garantiu esta quarta-feira não haver indícios de “rupturas iminentes” dos stocks alimentares em Portugal, mas adiantou que o Governo está “atento” a eventuais especulativas dos preços.
7 de Maio de 2008 às 17:09
Governo afasta cenário de crise alimentar
Governo afasta cenário de crise alimentar FOTO: Sérgio Lemos

“Temos vindo a tentar monitorizar e acompanhar os preços tendo em conta a evolução das matérias primas e, se se entender que algum operador se está a aproveitar da situação para subir artificialmente os preços, enviaremos o caso para as entidades reguladoras”, afirmou Sarrasqueiro à margem da inauguração da feira Grupo Alimentação, na Exponor, em Matosinhos.
De acordo com o secretário de Estado, o Governo está a acompanhar de perto a evolução da crise alimentar mundial, associada à subida do preço do petróleo e à aposta nos biocombustíveis, e os seus eventuais efeitos em Portugal, de forma a detectar “algum abuso que possa surgir”.
Serrasqueiro garantiu ainda que o Executivo está também atento às fontes de fornecimento “de forma a não permitir que haja carências no mercado, antecipando-as”. 

Ver comentários