Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Cristalaria reestrutura-se

O sector de cristalaria da Marinha Grande vai actuar a partir de uma estratégia comum para ultrapassar as dificuldades.
26 de Março de 2005 às 00:00
Jorge Sobral, secretário-geral da Associação dos Industriais de Cristalaria, declarou à agência Lusa que haverá “medidas muito viradas para as empresas no que toca a rendibilidade fabril, economia de custos e sinergias várias ao nível da compra e venda”.
O dirigente associativo lembrou que a economia portuguesa “tem grandes dificuldades” e que “o sector de cristalaria manual está muito fragilizado” por vários motivos. Um deles, os países asiáticos, que “vendem vidro a preços incomportáveis”. Isto porque “não têm as mesmas obrigações que nós, do ponto de vista social, salarial e energético”.
O que também prejudica a cristalaria portuguesa, de acordo com a mesma fonte, é a desvalorização do dólar em relação ao euro.
Acrescentou que a estratégia comum, trabalhada por todos os intervenientes no sector, é apresentada no próximo dia 20.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)