Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Daniel Campelo quer abandono de terras “mais caro”

O secretário de Estado do Desenvolvimento Rural, Daniel Campelo, anunciou esta segunda-feira a implementação de benefícios fiscais para que o abandono de terrenos agrícolas ou florestais saia "caro".
26 de Dezembro de 2011 às 19:06
Daniel Campelo quer inverter tendência de abandono de terrenos agrícolas
Daniel Campelo quer inverter tendência de abandono de terrenos agrícolas FOTO: Vítor Mota

"Hoje parece que em algumas situações é mais barato abandonar a terra do que geri-la. Gostaríamos de inverter esta situação para que, de futuro, abandonar a terra fosse mais caro do que vendê-la ou arrendá-la a quem estiver interessado em explorá-la", afirmou Campelo.  

Em causa, explicou, estão 1,5 milhões de hectares de terrenos de produção florestal e 125 mil hectares de terrenos de produção agrícola actualmente sem qualquer utilização, tendência que o Governo quer "inverter" nomeadamente com a constituição de um Banco de Terras.  

Este processo, garantiu Campelo, será alvo de benefícios fiscais aos proprietários que voluntariamente disponibilizem terrenos para exploração, quer para jovens agricultores quer para o alargamento de produções já existentes. "Passa pela introdução de medidas que tenham um incentivo de natureza financeira que permitam que as pessoas olhem para a terra de forma diferente da do passado, pelo menos neste espaço que está abandonado", sublinhou o governante.  

Daniel Campelo falava em Ponte de Lima à margem da cerimónia de contratualização de 4,5 milhões de euros em verbas do programa comunitário Proder para 44 projectos de valorização dos produtos e actividades regionais, promovidos por entidades públicas e privadas do distrito de Viana do Castelo. 

Garantiu que este tipo de medidas, a implementar a partir de 2012, reflectem uma "estratégia de aumentar a produção nacional, reduzir a importação e conquistar a independência económica do país", em termos agrícolas e florestais. "Em 2012 as coisas serão difíceis para toda a gente, mas se há algo que podemos aproveitar melhor é o potencial do mundo rural, do aproveitamento da terra", rematou o governante.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)