Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

DECO: 4500 queixas por práticas comerciais desleais

A Associação de Defesa do Consumidor (DECO) recebeu 4500 reclamações relativas a práticas comerciais desleais em dois anos.

2 de Março de 2010 às 11:22
DECO: 4500 queixas por práticas comerciais desleais
DECO: 4500 queixas por práticas comerciais desleais FOTO: Sérgio Lemos

O sector das telecomunicações é um dos piores no que respeita a publicidade enganosa, disse à agência Lusa a coordenadora do projeto, Carolina Gouveia, dando como exemplo o facto de as velocidades de Internet publicitadas pelos operadores serem normalmente inferiores às praticadas de facto.  

As vendas agressivas são outra das práticas comerciais desleais mais comuns em Portugal. Uma das situações mais frequentes é a oferta de um brinde que apenas serve de pretexto para obrigar as pessoas a deslocarem-se e a assistirem a uma reunião para vender produtos, serviços ou bens que são praticamente  coagidas a comprar.  

Nas vendas porta a porta, também se registam forma de coação. “Às vezes, os vendedores apelam ao sentimento, sobretudo quando se trata de idosos. Dizem-lhes que se não assinarem o papel são despedidos", exemplificou Carolina Gouveia.  

Já no sector financeiro, a violação do dever de informação é a prática desleal mais usual.  

Os dados foram recolhidos no âmbito do Observatório de Práticas Comerciais  Desleais, um projecto criado em Janeiro de 2008.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)