Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Défice das contas públicas dispara para 8.332 milhões de euros até julho devido à Covid-19

Números do défice agravaram-se em 7.853 milhões.
Lusa 26 de Agosto de 2020 às 17:47
João Leão
João Leão FOTO: Tiago Petinga/Lusa
O défice das contas públicas portuguesas agravou-se em 7.853 milhões de euros até julho, chegando aos 8.332 milhões de euros (ME), divulgou esta quarta-feira o Ministério das Finanças, em comunicado.

"A execução orçamental em contabilidade pública das Administrações Públicas (AP) registou até julho um défice de 8.332 ME, um agravamento em resultado da pandemia de 7.853 ME face ao período homólogo pelo efeito combinado de contração da receita (-10,5%) e de crescimento da despesa (5,3%)", pode ler-se no comunicado das Finanças que antecede a Síntese de Execução Orçamental da Direção-Geral do Orçamento (DGO).

Segundo o ministério liderado por João Leão, "a execução evidencia os efeitos da pandemia da covid-19 na economia e nos serviços públicos também na sequência de adoção de medidas de política de mitigação".

Ministério das Finanças Covid-19 economia negócios e finanças macroeconomia mercado de dívida
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)