Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Desemprego atinge 11%

O crescimento de 0,5% da economia nacional em 2010, previsão avançada ontem pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), não vai melhorar a situação do mercado laboral. Segundo a entidade dirigida por Dominique Strauss Kahn, a taxa de desemprego vai continuar a aumentar ao longo do ano, atingindo os 11% da população activa.
21 de Janeiro de 2010 às 00:30
Em 2010 cresce a economia e o desemprego
Em 2010 cresce a economia e o desemprego FOTO: José Sena Goulão/Lusa

A subida de 1,4 pontos face ao ano anterior deixa o desemprego no nível mais alto de sempre. O que pode significar uma destruição de 67 mil postos de trabalho em relação aos números mais recentes, publicados pelo Instituto Nacional de Estatística no terceiro trimestre.

Também o défice público vai continuar este ano. Depois de um buraco orçamental de 8% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2009, o FMI acredita que a degradação das contas públicas poderá atingir os 8,6%.

0,5%: CONSUMO

Segundo as mais recentes previsões do FMI, o consumo privado melhora 0,5% face ao ano anterior e o consumo público aumenta 0,3%.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)