Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Desemprego em Portugal abaixo da média da União Europeia pela primeira vez desde maio

Taxa de desemprego na Zona Euro caiu em outubro pelo terceiro mês consecutivo e permaneceu estável na UE.
Jornal de Negócios 2 de Dezembro de 2020 às 18:35
pessoas
pessoas

Apesar das dificuldades impostas pela pandemia da covid-19 às economias europeias, a Zona Euro registou uma queda do desemprego, em outubro, pelo terceiro mês consecutivo.

Segundo os dados revelados esta quarta-feira, 2 de dezembro, pelo Eurostat, a taxa de desemprego na região da moeda única caiu de 8,5% em setembro, para 8,4% em outubro, o terceiro mês consecutivo de descidas.

Já na União Europeia, a taxa de desemprego manteve-se inalterada nos 7,6%.

Portugal está entre os países que registou uma descida da taxa de desemprego em outubro (de 7,9% para 7,5%) tendo ficado abaixo da média da União Europeia pela primeira vez desde maio. Nessa altura, a taxa de desemprego na UE estava nos 7% e em Portugal nos 5,9%.



Apesar da evolução favorável do desemprego na Zona Euro, este indicador ainda está muito acima dos níveis pré-pandémicos, já que no início do ano se encontrava pouco acima dos 7% - 7,2% em fevereiro, quando a pandemia chegou em força à região.

O Eurostat estima que, no último ano, houve um acréscimo de 2,186 milhões de desempregados no bloco dos 27 países e de 1,692 milhões na região da moeda única. No total, haverá assim 16,236 milhões de pessoas sem trabalho na União Europeia, das quais 13,825 milhões na Zona Euro: são menos 91 mil na UE e 86 mil na Zona Euro quando comparado com setembro.

No que respeita ao desemprego jovem, a tendência foi a inversa, com a taxa de desemprego nesta franja da população, com menos de 25 anos, a aumentar de 17,4% para 17,5% na União Europeia e de 17,9% para 18% na Zona Euro.

Olhando para os números de há um ano, há agora mais 404 mil jovens sem trabalho na União Europeia e 319 mil na Zona Euro.

Ver comentários