Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Desemprego jovem continua a aumentar em Portugal

Dados avançados pelo Eurostat.  
2 de Maio de 2014 às 10:19
Pessoas em fila de espera no Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) em Portimão
Pessoas em fila de espera no Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) em Portimão FOTO: Miguel Veterano

A falta de trabalho em Portugal está estabilizada em números genéricos, mas entre as camadas mais jovens os números não param de aumentar. Só este ano, o número disparou perto de quatro mil, com março a fechar com uma taxa de desemprego jovem quase em 35,5%, o que significa que são cerca de 135 mil os jovens abaixo dos 25 anos sem conseguir trabalhar. Ainda assim, o valor é mais baixo que no ano passado. Em março de 2013 eram perto de 158 mil, uma taxa superior a 40%.

A taxa de desemprego em Portugal manteve-se nos 15,2% em março, o mesmo valor desde janeiro de 2014. No boletim divulgado esta sexta-feira, o gabinete oficial de estatísticas da União Europeia revê em ligeira baixa a taxa de desemprego para Portugal nos primeiros três meses deste ano, de 5,3% para 5,2%.

Em termos homólogos, Portugal observou a terceira maior descida da taxa de desemprego entre os 28 Estados-membros (de 17,4% para 15,2%), atrás da Hungria (de 11,2% para 7,9% em fevereiro) e da Letónia (de 13,9% para 11,6% entre o quarto trimestre de 2012 e 2013).

PREVISÕES DO GOVERNO

O Governo acredita que o desemprego vai manter-se acima dos 13% pelo menos até 2018. As previsões estão inscritas no Documento de Estratégia Orçamental (DEO) onde diz que para 2015 a taxa vai descer para baixo dos 1%, reduzindo ao longo dos anos seguintes.

Já o PIB deve crescer todos os anos durante cinco anos, sendo que a previsão aponta sempre para menos de 2%. 

portugal desemprego eurostat
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)