Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Doença ameaça arrasar a vinha

A produção de vinho verde vai sofrer uma grande redução, já este ano, e está a deixar um prejuízo de milhares de euros aos proprietários, devido à flavescência dourada. A doença atingiu as vinhas do Douro, Dão e Bairrada, mas deve propagar-se à região Oeste.
17 de Março de 2013 às 01:00

"O Ministério da Agricultura tem de tomar medidas de apoio ao tratamento e não pode deixar os produtores sozinhos", afirmou Manuel Pinheiro, presidente da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes. "Prevê-se que centenas de hectares sejam arrancados nos próximos anos", acrescentou ao CM.

O governo lançou o Plano de para o Controlo da Flavescência Dourada, em janeiro. O documento "não prevê financiamento aos agricultores", diz Celeste Patrocínio, da Adega Cooperativa de Ponte de Lima. Arlindo Cunha, da Comissão Vitivinícola do Dão (região que foi atingida principalmente em Lafões), afirma: "Ou se cortam as videiras, ou é preciso dinheiro". Já Manuel Cabral, do Instituto dos Vinhos do Douro, referiu que "as entidades públicas e privadas estão a trabalhar de braço dado nesta questão".

vinho produção vinha doença prejuízo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)