Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

DOIS MIL PARECERES CONTRA

Centenas de activistas, delegados e dirigentes sindicais de todo o País entregaram ontem, na Assembleia da República, mais de dois mil pareceres contra a nova Lei de Bases da Segurança Social.
23 de Setembro de 2002 às 23:26
As organizações sindicais afectas à CGTP foram assim, no último dia de discussão pública da proposta governamental, exigir aos deputados que tenham em conta a posição de milhares de trabalhadores, expressa agora nos pareceres entregues no Parlamento.

O secretário-geral da CGTP, Carvalho da Silva, esteve presente e avisou que os trabalhadores não vão dar “um minuto de descanso” ao Governo e irão “tudo fazer” para que a proposta de Lei de Bases não passe na Assembleia da República.

A próxima acção está marcada para 1 de Outubro, dia do 32º aniversário da intersindical, em que será realizado um cordão humano “do Minho aos Açores” como forma de protesto.

Para a CGTP, não faz sentido aprovar uma nova Lei de Bases quando a actual entrou em vigor apenas há dois anos, com alargado consenso entre parceiros sociais e Governo. A nova lei, diz a intersindical, não é boa para os trabalhadores e só favorece a banca e o patronato.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)