Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Doping leva 90 mil euros

As contas do Instituto do Desporto de Portugal (IDP) relativas a 2010 foram reprovadas pelo fiscal único. Dívidas a clientes por cobrar, inexactidão de números e pagamentos acima do cabimentado são algumas das falhas apontadas pelo Revisor Oficial de Contas num relatório.

20 de Novembro de 2011 às 01:00
A falta de controlo nos pagamentos é uma das falhas apontadas
A falta de controlo nos pagamentos é uma das falhas apontadas FOTO: Valentin Flauraud/Reuters

Segundo os pareceres a que o CM teve acesso, no ano passado, o IDP tinha cláusulas contratuais estabelecidas com cada um dos médicos responsáveis pelo controlo de dopagem em que o valor máximo a pagar pelos serviços prestados seria de 5547,22 euros. "Da análise dos registos do IDP, apurou--se que as prestações de serviços efectuadas por alguns médicos excedem largamente os montantes contratados, em valores globais que se estima ascenderem a 90 mil euros", lê-se.

O fiscal detectou ainda "falta de promoção de diligências de cobrança de dívidas" respeitantes à utilização de instalações desportivas, "a assumpção de compromissos de despesa sem prévia cabimentação", não entrega do IVA ao Estado e falta de coincidência entre saldos. Os problemas apontados vão agora ser investigados pelo Tribunal de Contas.

RELATÓRIO INSTITUTO DO DESPORTO DOPING
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)