Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Drinkin arrisca insolvência

A administração da Drinkin, liderada pelo empresário Jorge Armindo, tem de apresentar o plano de insolvência da cervejeira até 15 de Maio, data aprovada ontem em assembleia de credores, reunida no Tribunal de Santarém.
21 de Abril de 2009 às 00:30
Jorge Armindo lidera a cervejeira
Jorge Armindo lidera a cervejeira FOTO: Vitor Mota

O relatório e a proposta do administrador de insolvência Jorge Seiça Caldeta foram aprovados sem qualquer voto contra. Caso o plano não seja apresenta- do no prazo estipulado a empresa será encerrada e posta à venda. Jorge Caldeta afirma que quando a empresa foi adquirida já se denotavam graves problemas como a insuficiência de receitas face aos custos. As várias tentativas de recuperar a empresa foram feitas com o apoio da Banca sendo o BCP o principal credor, contando também com a Caixa Geral de Depósitos, Banif e Montepio Geral.

PASSIVO DE 82,9 MILHÕES DE EUROS

Quase 90% do passivo da Drinkin é referente a dívidas directas à banca. As dívidas aos fornecedores atingem os 7,5 milhões de euros.

Ver comentários