Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

Economia portuguesa recuou “fortemente”

A actividade económica em Portugal continuou a cair “fortemente” em Janeiro, com as importações e as exportações nominais de bens a apresentaram “reduções significativas”, refere o Instituto Nacional de Estatística (INE). Os indicadores da actividade económica mostram que as exportações caíram quase 20 por cento e as importações recuaram 15 por cento.
18 de Março de 2009 às 15:34
Economia portuguesa recuou “fortemente”
Economia portuguesa recuou “fortemente” FOTO: D.R.

O indicador de actividade económica baixou de -1.0 em Dezembro de 2008 para -1.9 em Janeiro deste ano, estando negativo há cinco meses consecutivos. O momento é de retracção do consumo privado e do investimento, o que indica a falta de confiança dos consumidores e dos agentes económicos. Relativamente ao Produto Interno Bruto, o INE estima uma “taxa de variação homóloga de -,18% no quarto trimestre devido sobretudo à forte contracção das exportações e do investimento.”

O INE refere ainda que na União Europeia, em Fevereiro, os indicadores de sentimento económico e de confiança dos consumidores “prolongaram os movimentos descendentes anteriores, fixando mínimos históricos”. O indicador de sentimento económico da União Europeia passou de 63,2 em Janeiro para 61,0 em Fevereiro.

 

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)