Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

EDP: Chineses têm seis meses para pagar os 2,7 mil milhões

Os chineses da Three Gorges Corporation têm até 30 de Junho de 2012 para efectuar o pagamento integral da aquisição da participação pública de 21,35 por cento na EDP, no valor de 2,7 mil milhões de euros.
26 de Dezembro de 2011 às 16:25
Secretária de Estado do Tesouro, Maria Luís Albuquerque, disse que processo de compra estará concluído "em Março ou Abril do próximo ano"
Secretária de Estado do Tesouro, Maria Luís Albuquerque, disse que processo de compra estará concluído 'em Março ou Abril do próximo ano' FOTO: Duarte Roriz

De acordo com a resolução do conselho de ministros, publicada hoje em Diário da República, o pagamento integral do preço das acções objecto de alienação tem que ser efectuado até 30 de Junho de 2012, sendo que a prestação inicial de 600 milhões de euros deve ser paga até ao momento da celebração do contrato-promessa, que deverá ser assinado até ao final do ano.

No conselho de ministros em que o Governo anunciou ter escolhido a proposta dos chineses da Three Gorges Corporation para a compra da participação pública na eléctrica, na passada quinta-feira, a secretária de Estado do Tesouro adiantou que a operação estará concluída "em Março ou Abril do próximo ano".

Maria Luís Albuquerque adiantou que será o tempo necessário para que a EDP tenha todas as autorizações regulatórias nos países onde está presente, nomeadamente nos EUA.

O Governo afirmou que na decisão do Governo em vender aos chineses os 21,35 por cento da EDP pesou o compromisso de a Three Gorges investir cerca de oito mil milhões de euros nos próximos anos.

Maria Luís Albuquerque considerou que a proposta chinesa "é um voto de confiança na economia portuguesa" e traduz-se num acordo "no sentido de as duas empresas se tornarem líderes mundiais" de energia limpa.

Para isso, a China Three Gorges está disponível, para além do pagamento de 2,7 mil milhões de euros pela participação de 21,35 por cento na EDP, a investir "2 mil milhões de euros nos projectos de parques eólicos até 2015", comprometendo-se também "a melhorar o perfil de crédito" da eléctrica, através de linhas de crédito de 4 mil milhões de euros junto de bancos chineses, "que irão montar operações em Portugal", disse Maria Luís Albuquerque.

O presidente da EDP, António Mexia, afirmou ainda na quinta-feira que o Governo deu "uma prova de ausência de preconceitos" ao escolher a chinesa Three Gorges Corporation para acionista da eléctrica que lidera, considerando-a "uma decisão corajosa".

edp chineses three gorges corporation economia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)