Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

EDP e BES impulsionam PSI-20

O principal índice da bolsa nacional, o PSI-20, encerrou a sessão desta quarta-feira a valorizar 0,73 por cento para os 8.106,01 pontos, com 15 títulos em alta, três no vermelho e dois a não sofrerem alterações.
9 de Fevereiro de 2011 às 17:18
psi-20, bolsa, edp, bes, semapa, portucel, mercados
psi-20, bolsa, edp, bes, semapa, portucel, mercados FOTO: DR

A impulsionar a praça de Lisboa estiveram principalmente a EDP e o BES. A energética de António Mexia registou uma subida de 1,16 por cento para os 2,882 euros. Uma tendência seguida pela sua comparticipada, a Energias de Portugal Renováveis, que valorizou 2,35 por cento para os 4,526 euros. No mesmo sector, a REN também cresceu 1,56 por cento para os 2,61 euros.

Por seu turno, o Banco Espírito Santo, liderado por Ricardo Salgado, destacou-se com um ganho de 2,23 por cento para os 3,158 euros.  No restante sector da banca, a tendência foi contrária: o BCP desvalorizou 0,16 por cento para os 0,629 euros e o BPI não registou alterações, ficando-se pelos 1,454 euros.

Positivas fecharam também as acções da Semapa e da Portucel, que atingiram máximos de mais de dois anos. A Semapa com um ganho de 1,67 por cento para os 9,349 euros. A Portucel teve um impulso de 1,34 por cento para os 2,57 euros. 

Bolsa nacional fechou a subir sustentada pela maioria das cotadas. EDP e BES foram as acções que mais impulsionaram, num dia em que Semapa e Portucel atingiram máximos de mais de dois anos.

No lado das perdas, foi a Galp quem mais se destacou. A petrolífera portuguesa desvalorizou 0,10 por cento para os 15,19 euros.

psi-20 bolsa edp bes semapa portucel mercados
Ver comentários