Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Efeito coronavírus: Procura de petróleo deverá cair em 2020 pela primeira vez desde 2009

Procura global diminuirá este ano em 90.000 barris por dia e e passará de novo para baixo da barreira simbólica de 100 milhões de barris por dia.
Lusa 9 de Março de 2020 às 12:24
Petróleo
Petróleo FOTO: Getty Images
O novo coronavírus provocará em 2020 a primeira contração da procura global de petróleo desde a recessão de 2009, segundo a Agência Internacional de Energia (AIE), que avisa que o crescimento do consumo vai desacelerar nos exercícios seguintes.

No relatório mensal sobre o mercado do petróleo publicado hoje, a AIE reconhece que a situação ainda é muito incerta, também pela falta de acordo na sexta-feira entre os membros da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e os 10 aliados liderados pela Rússia em relação a um corte da produção que por agora não vai ocorrer.

Neste contexto, o organismo que reúne os principais consumidores de energia membros da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) apresenta um cenário base em que a procura global diminuirá este ano em 90.000 barris por dia e e passará de novo para baixo da barreira simbólica de 100 milhões de barris por dia, para 99,9 milhões de barris por dia.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)