Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

EMEL lucra 66 mil euros

Os lucros da Empresa Pública de Estacionamento de Lisboa (EMEL) deverão subir mais de 21 mil euros este ano, dos 45 825 para 66 949 euros, ainda assim muito longe do resultado obtido no ano de 2007, em que a empresa conseguiu um resultado líquido de 1,1 milhões de euros.

3 de Agosto de 2009 às 00:30
EMEL aguarda autorização para instalar 60 novos parquímetros na Expo
EMEL aguarda autorização para instalar 60 novos parquímetros na Expo FOTO: Sérgio Lemos

A acompanhar a subida dos lucros está também o passivo da empresa que gere o estacionamento da capital. Entre 2007 e 2008, o passivo da EMEL baixou de 24,9 para 24,3 milhões de euros, mas, de acordo com o Plano de Actividades para 2009, deverá este ano voltar a subir, para os 25,1 milhões.

Apesar da procura global ter descido em 2008, prevê-se que as receitas com os parquímetros subam 12,9%, para 15,6 milhões de euros, resultado que vai ajudar a aumentar os proveitos operacionais da empresa dos 19,1 para 20,9 milhões de euros.

O que também deverá voltar a crescer este ano são os custos com o pessoal, como já se tinha verificado no ano de 2008. Para este ano está previsto que os custos com o pessoal aumentem cerca de um milhão de euros.

A empresa aguarda uma resposta favorável da autarquia à proposta de expansão da área concessionada à zona da Expo, com a instalação de 60 novos parquímetros, apesar de reconhecer que não tem conseguido assegurar a gestão de um terço da área que explora.

PORMENORES

CARGOS DE CHEFIA

A EMEL duplicou o número de cargos de chefia em menos de um ano.

CHÃO DO LOUREIRO

O estacionamento do Mercado do Chão do Loureiro vai custar mais um milhão de euros do que o acordado em 2006.

PORTAS DO SOL

Em 2007, o parque de estacionamento das Portas do Sol deu prejuízos no valor de 150 mil euros à EMEL.

PREÇOS EM SALDOS

Em Junho, os preços da EMEL caíram para metade, mas nem assim os clientes aumentaram.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)