Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Empresas têm até abril para identificar verdadeiros donos

Parlamento aprovou novas regras contra o branqueamento de capitais.
22 de Agosto de 2018 às 08:30
Parlamento
Parlamento
Parlamento
Parlamento
Parlamento
Parlamento
Parlamento
Parlamento
Parlamento
As sociedades registadas na Zona Franca da Madeira vão ser obrigadas a comunicar à Justiça, ao longo do primeiro semestre de 2019, quem são os seus verdadeiros donos.

A medida integra o quadro legislativo de combate ao branqueamento de capitais aprovado no Parlamento.

De acordo com o calendário definido  numa portaria publicada ontem em Diário da República, o processo de comunicação, junto do Instituto de Registos e Notariado, tem início em janeiro de 2019 e prevê duas fases.

Para as entidades que estão sujeitas a registo comercial, como empresas e cooperativas, o prazo termina em abril de 2019, enquanto as fundações ou associações têm mais um mês.
Ver comentários