Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Energia: Desconto social para 700 mil famílias

Pedro Mota Soares, ministro da Segurança Social, referiu este domingo que os descontos sociais que começarão amanhã para a energia vão chegar aos cinco euros numa factura média de 30 e vão abranger 700 mil famílias carenciadas.
2 de Outubro de 2011 às 11:50
Famílas carenciadas vão receber apoio social sobre custos de energia
Famílas carenciadas vão receber apoio social sobre custos de energia FOTO: Tiago Sousa Dias

"Numa factura média de 30 euros, o apoio para estes grupos será de 5 euros por mês", disse o ministro, salientando que aquelas 700 famílias vão pagar menos de energia do que pagavam mesmo antes do aumento do IVA. 

Idosos com pensões mais baixas, desempregados de longa duração, famílias com rendimentos "muito baixos e com filhos a cargo" e beneficiários da pensão social de invalidez serão os grupos contemplados com os descontos.  

O ministro lembrou que o aumento do IVA da electricidade e do gás natural "não foi opção deste Governo", mas resultou do memorando de entendimento que Portugal assinou com a troika "para garantir a sua solvência".  

Explicou ainda que o processo para pedir os descontos sociais "é muito simples", devendo ser feito junto do respectivo operador de energia. "Não têm de ir à Segurança Social nem pedir mais papéis", informou.  

Mota Soares vincou que esta é uma das medidas da política de "ética social" do Governo, poupando as pessoas mais carenciadas a mais este esforço contributivo.  

Descontos sociais poupança IVA energia factura pedro mota soares gás luz
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)