Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

ESTADO CONCORRE COM PRIVADOS NOS FUNDOS DE PENSÕES

O Governo pode vir a entrar em concorrência directa com os privados, nomeadamente bancos e seguradoras, na oferta de uma forma paralela ao actual sistema de pensões, revelou este sábado o ministro da Segurança Social, da Família e da Criança.
23 de Outubro de 2004 às 14:41
Fernando Negrão
Fernando Negrão FOTO: Pedro Catarino
Entrevistado pela jornalista Margarida Marante para a rádio TSF, Fernando Negrão adiantou que esta oferta inovadora de planos de reforma se destinará aos contribuintes com mais de 35 anos que recebam mais de seis salários mínimos.
Segundo explicou o ministro, os portugueses abrangidos por esta situação poderão passar a optar por descontar para o Estado, ou para os bancos e seguradoras privadas que ofereçam serviços relacionados com complementos de reforma.
“Pode haver uma concorrência entre a economia privada, social e o Estado na oferta aos contribuintes de produtos relacionados com complementos de reforma”, defendeu Fernando Negrão.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)