Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Estado lucra 56% no litro de gasolina

Metade do preço final é imposto.
19 de Março de 2011 às 00:30
Gasolina baixa dois cêntimos na próxima semana
Gasolina baixa dois cêntimos na próxima semana FOTO: Graham Stuart/Epa

Em qualquer litro de gasolina, mais de metade do que se paga vai directamente para os cofres do Estado. A associação do sector quer "desmistificar" o preço dos combustíveis e salienta que apenas 35% do preço médio de venda ao público resulta da cotação do barril de Brent.

Deste modo, a tesouraria pública encaixa 0,87 cêntimos por cada litro de gasolina, cujo preço médio esta semana foi de 1,558 euros. 56% do preço da gasolina vai para os cofres do Estado, aponta a Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas, no seu boletim intitulado ‘O preço dos combustíveis, a verdade dos números’.

O Estado consegue mais de metade do preço da gasolina através do ISP (Impostos sobre Produtos Petrolíferos) e pelo IVA que é aplicado ao custo total. Como ilustra o gráfico, em 1,558 euros por litro, 0,583 euros pagam o ISP e 0,291 euros referem-se ao IVA. Os dados da associação revelam ainda que Portugal teve, em Fevereiro, a sétima gasolina 95 mais cara da União Europeia. O Parlamento aprovou esta semana um projecto de resolução do deputado do PS Jorge Seguro que recomenda ao Governo a criação de um regime que imponha ao mercado de combustíveis uma maior diversificação na oferta bem como a divulgação da respectiva estrutura de preços. A proposta prevê a possibilidade de escolha do cidadão de optar por combustíveis não aditivados "mais económicos", que apenas se encontram nas bombas dos hipermercados.

O comportamento dos mercados antecipa uma descida do preço da gasolina na próxima semana, que deve baixar dois cêntimos. O gasóleo, que já subiu 16 cêntimos desde o início do ano, deve ficar inalterado.

COMBUSTÍVEIS ESTADO IMPOSTO GASOLINA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)